domingo, 22 de janeiro de 2012

O Convite ao Direito de Resposta ainda permanece, Jurandir...


Como disse acima no twitter ao Jurandir Filho um pouco depois de escrever o post que iniciei este blog, eu concedi direito de resposta a ele, no mesmo espaço ao qual foi criticado.


Mas, como podem ver acima, horas depois desta mensagem atingir seu destino, ele desinforma seus seguidores no microblog dizendo que teve que responder somente através dos "comentários", dando a entender, pelo menos assim acho eu, que está sem direito de resposta. É completamente tendenciosa a forma como ele conduz o caso a quem lhe segue/escuta, e só reforça as minhas críticas ao seu comportamento no post passado. Ele não pode se esquecer de que está falando, neste caso, de forma tendenciosa à mim, para muita gente no twitter.

Jurandir, mais uma vez torno público: se assim desejar, você, o Cinema com Rapadura e o Rapaduracast terão direito de resposta aqui no blog com igual espaço ao qual foi criticado. Entre em contato, caso queira.




Diferente do que as pessoas podem achar, eu não quero aparecer, pelo contrário, a ideia com o post é incitar o debate sobre uma das questões principais da podosfera: a responsabilidade que os grandes podcasters tem com os seus ouvintes.

A internet por muito tempo foi considerado território sem lei, hoje em dia, o mesmo fenômeno, creio eu, ocorre na podosfera. Grandes podcasters, aqueles mais acessados que abrangem todo o Brasil (e até o exterior), por vezes não transparecem aos ouvintes a responsabilidade que possuem, a meu ver. Eu não estou falando agora de ouvintes adultos com discernimento suficiente para compreender o que é correto ou não, mas sim (como respondi a um comentário no post anterior), as hipóteses inventariadas de casos como:
- adolescentes em crises e/ou sem muitos amigos;
- pessoas sem muita instrução;
- outras sem acesso a conteúdos;
- a lista é grande, se desejarem, podem adicionar outros casos.

Depois de um tempo, o Jurandir respondeu as minhas críticas nos comentários do post anterior no twitter, no entanto, ele só reforça o meu ponto ao criticá-lo onde ele desmerece àqueles que discordam de algumas de suas opiniões, inclusive, acho eu, a mim:



Ele se esquece de que continua a falar com muita gente, como podem ver abaixo:


Eu poderia na mesma moeda tendenciosa construir um discurso para afirmar diversas teses sobre o comentário acima em que fere a capacidade de compreensão de seu público, mas não, eu prefiro continuar o debate sobre a responsabilidade dos podcasters como grandes comunicadores de outras formas.

9 comentários:

  1. Ele é bem ignorante e "dono da verdade" mas, cara, o podcast é bom. É só ignorar as bobagens que ele fala e tentar aproveitar apenas as coisas boas, como dicas, listas etc.

    ResponderExcluir
  2. Em relação ao tema citado na redação do Pablo Grilo devo dizer que não concordo com várias coisas.Acredito que ele se equivocou ou entendeu errado alguma coisa que o Jurandir Filho falou. Eu nunca vi o Jurandir falar em nenhum podcast para as pessoas não baixarem filmes, eu já vi ele falando que prefere ver filmes no cinema.Porém, devo criticar o Cinema com Rapadura em vários aspectos, que cito abaixo:

    - Se o Jurandir e a equipe do Rapadura julgam-se "profissionais de cinema" como o Jurandir falou em sua resposta, acredito que eles deveriam estudar e ver mais filmes, porque é imensa a quantidade de besteiras que são faladas no podcast deles, ou em alguns artigos que fazem.

    - Aprender ouvir criticas e saber aproveitar o melhor delas é uma coisa que Jurandir Filho e sua equipe com certeza não sabe fazer.Me lembro de ter brincado com o Mauricio Saldanha certa vez quando ele fazia o Cabine Celular, comentei em um dos videos que ele só chorava em todos os filmes, fui bloqueado do canal do Cabine Celular(???).Já reclamei certa vez devido a demora em postar os podcasts e a falta de compromisso com os ouvintes.Já que na época o podcast deveria ser lançado toda sexta-feira e sempre atrasava sem motivos.Hoje em dia, eles têm 2 podcasts semanais e continuam atrasando, mostrando assim, uma falta de profissionalismo imenso por parte de Jurandir e sua equipe.

    Acredito que se Jurandir e o Rapadura quiserem ser respeitados como profissionais devem agir como tais.Essa é minha critica.Espero que alguém do Rapadura leia e entenda o que eu quis dizer.

    ResponderExcluir
  3. tem uma forma bem mais simples de resolver isso. se você nao gosta, se você acha que eles não sabem do que estão falando, basta não ouvir. todo mundo aqui fala mal mas tenho certeza que toda semana vão todos lá baixar o episódio novo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O debate aqui não é nem nunca foi gosto pessoal. O tema é de muita relevância e merece ser discutido: a ética na podosfera.

      Excluir
  4. Amigo, vai ler um livro, andar de bicicleta, capinar um quintal, lavar louça, calibrar o pneu do carro ou então sai pra pegar mulher ... Se ocupe com outras coisas que não seja encher o saco dos outros ... Se você não gosta, não ouça! Simples assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gostou do post, mas se dá ao trabalho de responder aqui? Eu hein, a contradição mandou abraços...

      Excluir
  5. Pablo este post só mostrou que você está atrás de ibope... triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Tentando usar outras pessoas como degrau.
      É deplorável ler uma merda assim.
      Isso que dá a Estácio oferecer o curso de Cinema...

      Excluir
    2. É igualmente deplorável ler uma merda de comentário assim. Isso que dá a inclusão digital...

      Excluir

Ocorreu um erro neste gadget